Cultura para cidadania


Usar cultura para erradicar a violência e o crime. O Ponto de Cultura Malha Cultural oferece atividades nas áreas de dança e artes visuais para moradores da periferia de Cambé, interior do Paraná. O projeto  que existe há mais de três anos é desenvolvido pela Fundação cultural de Cambé.

Além do acesso à cultura, o Ponto de Cultura possibilita que através das oficinas os adolescentes encontrem caminhos para a profissionalização. "Muitos dos jovens que fizeram as oficinas com a gente, atualmente trabalham como nossos monitores, ou estagiam em projetos sociais desenvolvidos pela fundação" comenta o Coordenador do Ponto de Cultura, José Anésio.

 

O Ponto de Cultura Malha possui dois núcleos: um junto à Fundação Cultural de Cambé, e outro localizado no Bairro Jardim Silvino, periferia da cidade, onde realiza suas oficinas e eventos. Para o coordenador do projeto, a instalação do ponto de cultura na comunidade pode ampliar as oficinas que já eram desenvolvidas pela Fundação. "Hoje a gente trabalha aqui com a linha da arte-educação não formal, o que oportuniza aos jovens que antes ficavam na rua, serem inseridos em novas possibilidades, além de envolverem-se com Cultura" ressalta. 

Atualmente, na aréas de artes visuais, o ponto oferece oficinas de 'Arte e Criação para crianças', Pintura, Quadrinhos, Vídeo-animação e Escultura, já entre as danças, as oficinas são de Ballet, capoeira e hip-hop (esta última envolvendo toda a cultura de rua). As oficinas são fixas, com duração de um ano cada. Interessados em conhecer as atividades promovidas pela equipe, podem visitar a sede, localizada na  Praça  Santos Dumond, nº161, Bairro Centro, ou entrar em contato através do email artistico@cambe.pr.gov.br e do telefone (43) 31740283.

  

Através do player no incio da página, você também pode conferir a matéria audiovisual sobre o Ponto de Cultura Malha Cultural, produzida pelo Pontão Kuai Tema.

 

Por Fabiane Berlese
Jornalista do Pontão Ganesha