Ponto de cultura Ilha do Mel – Um resgate da Identidade local


O ponto de cultura da Ilha do Mel existe há cerca de um ano e meio, proposto pela Ong de preservação ambiental, Mater Natura. Localizado na região da Baía de Paranaguá, litoral do Paraná, a ilha é uma das regiões turísticas mais cobiçadas do país graças às suas belezas naturais. Mas como nem só de belas paisagens se vive, é através desse ponto de cultura que a população local tem tido a oportunidade de desfrutar de novos conhecimentos, preservar sua cultura, além fomentar a produção cultural local.
Acostumados a viver do turismo e da pesca, os seus não mais de 1.500 habitantes, hoje reaprendem a também conviver com a sua cultura, legitimar sua condição de cidadãos, e aproximar as comunidades das três localidades da ilha (Fortaleza, Brasilia e Encantadas). Sessões de cinema, uma rádio Web, o jornal de bairro jornal de bairro e criação de peças teatrais inspiradas nas estórias e lendas da região já são alguns dos produtos desenvolvidos pela comunidade nas oficinas oferecidas pelo ponto de Cultura.
Quem já experimentou dessas experiências, hoje comemora a vinda do ponto de cultura para a sua comunidade. “O ponto trouxe mais atividade para a nossa comunidade, agora tem muita coisa para fazer e reconhecer também da nossa cultura” destaca a estudante Janaína Binatto Gois. Janaína já participou das oficinas de jornalismo e de roteiro, é usuária do telecentro, e colabora com o Jornal Ondas da Notícias*, jornal produzido por uma equipe de repórtes da comunidade e que prepara a sua 4ª edição.
 
Para a Coordenadora do Ponto de Cultura, Adriana Canha, a grande vitória do para o ponto é conseguir aproximar a comunidade de suas raízes, além de fazer com que a Ilha do Mel mostre realmente sua identidade. “A ilha é conhecida apenas pelas suas belas naturais, através desse projeto podemos mostrar quem realmente são os moradores da ilha, que cultura é essa. É a oportunidade para ilha mostrar sua cara” salienta  Adriana.
Duas das últimas atividades do ponto, foram as oficinas de roteiro e de vídeo, oferecidas entre a segunda metade de setembro e o inicio de agosto. O aprendizado dessas duas oficinas vai resultar em três pequenos documentários sobre a região. “Pena ser pouco tempo. Tem muita coisa para ser mostrada aqui, tanto do folclore, como da ilha. Sem contar as pessoas ricas de boas história aqui” lamenta um dos oficineiros de vídeo, o integrante da TV OVO - Pontão FOCU, Jonathan Souza.
 
Para este ano, o ponto ainda prevê mais sessões cineclubistas pelo Cine Tela Verde, o desenvolvimento da Maleta Futura em parceria com o Canal Futura e a escola local, a finalização do materiais desenvolvidos nas oficinas de áudio, Semana do meio ambiente, peças teatrais, oficinas de fotografia, além de muita dedicação às manifestações culturais, à preservação do meio ambiente e ao resgate da cultura local.
  Mais informações sobre o ponto de Cultura Ilha do Mel, acesse o blog www.culturailhadomel.wordpress.com. *No canto superior direito da tela, no link 'download', você pode baixar a 3ª edição do Jornal Comunitário ‘Ondas da Notícia’ produzido pela própria comunidade
 
Por Fabiane Berlese
Jornalista do Pontão Ganesha.

ARQUIVOS

  • Jornal Ondas da Notícias
    PDF | Tamanho: | BAIXAR